Notícias

Obra da perfuração do poço profundo deve começar dia 24 de janeiro - DAEMO Ambiental - Olimpia-SP

Obra da perfuração do poço profundo deve começar dia 24 de janeiro

Visando melhorar o abastecimento e acabar com a falta d’água na Estância Turística de Olímpia, a Daemo Ambiental dará início no próximo dia 24 de janeiro na perfuração do poço profundo, que será instalado na sede da ETA – Estação de Tratamento de Água. Nesta quarta-feira, dia 10, foi assinado o contrato com a empresa Água Nossa – Poços Artesianos Ltda.

O novo poço terá profundidade prevista para 1.100 metros e vazão estimada em 350 metros cúbicos por hora. A obra de perfuração do poço profundo será de forma contínua, com cronograma de 90 até 120 dias, nos períodos diurno e noturno, intermitente, até a sua conclusão. O investimento será de R$ 3.428.500,00.

“Com esse novo poço, a cidade ampliará em mais de 100% a captação de água para fornecimento à população e, com isso, diminui-se o risco de falta d’água. Esse poço foi um pedido do prefeito Fernando Cunha para que, em 2019, tenhamos o triplo de reservação e possamos resolver o problema de falta d’água”, disse Guto Gianotto, superintendente da Daemo Ambiental.

Além da obra, a empresa será responsável pela emissão de Anotação de Responsabilidade Técnica (ART), transporte, material, mão-de-obra e equipamentos necessários para a perfeita execução do serviço, projeto de localização da perfuração e projeto de poço tubular profundo.

“No município, 40% do abastecimento vêm do Córrego Olhos D’Água, mas, em período de seca, o rio tem sua capacidade diminuída. Por isso, a necessidade de outro poço. A nova captação será pelo Aquífero Guarani e, além de gerar economia, vai aumentar e tornar mais constante a vazão”, afirmou o prefeito Fernando Cunha.

 

REUNIÃO COM MORADORES

Na última terça-feira, 9, a Daemo Ambiental reuniu os moradores do bairro Jardim Toledo para explicar sobre a perfuração do poço profundo, que ficará dentro da sede da autarquia. Essa foi a segunda reunião de conscientização, a primeira foi realizada no final do mês de dezembro, na Casa de Cultura.

Durante o encontro, a engenheira Camila Valente Furquim Vicente fez uma apresentação sobre a água e o solo, o Aquífero Guarani e a respeito da perfuração do poço profundo. Além disso, foi divulgado aos moradores o estudo realizado pelos Fiscais Ambientais da Daemo sobre o impacto sonoro da obra e o barulho real das máquinas durante a perfuração. 

Economize Água! Ela pode acabar!

Site Desenvolvido por
Agência UWEBS Criação de Sites