Notícias

Governador autoriza retomada das obras da Estação de Tratamento de Esgoto - DAEMO Ambiental - Olimpia-SP

Governador autoriza retomada das obras da Estação de Tratamento de Esgoto

Atendendo a um pedido do prefeito Fernando Cunha, o governador Geraldo Alckmin autorizou no fim de semana a retomada das obras da Estação de Tratamento de Esgoto da Estância Turística de Olímpia. O ato foi publicado no Diário Oficial do Estado de SP na edição do último sábado, dia 16.

 

 

No despacho, Alckmin liberou a celebração de um novo aditivo para a conclusão dos trabalhos. As obras, que foram iniciadas em 2011 e paralisadas em 2014, fazem parte do plano de implantação da infraestrutura para o tratamento da totalidade de Esgoto, já que o município apresenta somente 22,88% de esgoto tratado.

O plano está enquadrado num programa do DAEE – Departamento de Águas e Energia Elétrica, chamado Água Limpa, por meio de um convênio firmado com o Governo do Estado, com investimento inicial de R$ 21 milhões. Atualmente, a obra está 60% realizada, sendo que, para a conclusão dos outros 40%, são necessários investimentos da ordem de R$ 18 milhões. A sua concepção é suficiente para atender a uma população estimada de 61 mil habitantes.

 

 

“Recebo com alegria o despacho do governador. Pouca gente sabe, mas Olímpia é uma das poucas cidades da região que não tem 100% do esgoto tratado. Realidade que será transformada com a nossa gestão, que desde o início tinha a questão como prioridade do governo. Depois de muito diálogo com o governador Geraldo Alckmin, ele autorizou a retomada das obras da Estação de Tratamento (ETE), às margens da Rodovia Assis Chateaubriand, que estavam paralisadas há mais de dois anos. Com muito trabalho vamos resolver não só essa questão do tratamento de esgoto, mas também do abastecimento de água e das necessidades urgentes da população”, afirmou o prefeito.

A retomada dos trabalhos na obra deverá acontecer ainda do começo do próximo ano. No início deste ano, a prefeitura e novos loteamentos do município foram multados pela Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB) porque a cidade não tem esgoto 100% tratado. Dessa forma, a execução da obra além de atender a população, também cumprirá as exigências ambientais.

Economize Água! Ela pode acabar!

Site Desenvolvido por
Agência UWEBS Criação de Sites