Notícias

Olímpia recebe outorga para devolver esgoto tratado ao Córrego Olhos D’Água - DAEMO Ambiental - Olimpia-SP

Olímpia recebe outorga para devolver esgoto tratado ao Córrego Olhos D’Água

A Daemo Ambiental recebeu a autorização para o lançamento do esgoto tratado pela ETE - Estação de Tratamento de Esgoto no Córrego Olhos D’Água. A outorga, publicada no Diário Oficial do Estado, completa o recebimento das autorizações de funcionamento da nova estação. Recentemente, o município já havia recebido a licença de operação pela Cetesb.

Agora, a autarquia, responsável por administrar a ETE, está finalizando a fase de testes dos equipamentos e, nas próximas semanas, a nova estação deverá entrar em funcionamento 100%.

A parte civil da ETE foi inaugurada pelo Governo do Estado de São Paulo em agosto deste ano e, desde então, a Daemo vem realizando os testes dos equipamentos de operação como bombas, painéis e válvulas de manobras.

De acordo com a divisão Operacional da autarquia, os trabalhos fazem parte da pré-operação, um período de ajustes de equipamentos, testes hidráulicos, testes elétricos e o processo biológico, em que os microrganismos são formados para consumir e degradar a matéria orgânica. Também foram realizados na ETE os testes nos tanques que receberão o esgoto, além de ajustes nos equipamentos de medição da unidade. Todos os testes e ajustes de equipamentos estavam previstos no cronograma proposto pelo DAEE.

Outra etapa da pré-operação é a capacitação e o treinamento dos servidores que irão operar o sistema. A equipe da Daemo Ambiental vem recebendo orientações de professores e mestres da Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR), que são referência no Brasil sobre esgotamento sanitário. O treinamento visa orientar sobre os procedimentos operacionais da unidade, como frequências de análises, aberturas de válvulas e manobras que direcionam o esgoto para cada etapa dos sistemas e verificação dos equipamentos para eficiência e manutenções periódicas a fim de garantir a vida útil maior do sistema.

“O DAEE terminou a obra e entregou a infraestrutura à Daemo em um ato simbólico e, como em toda obra, foram iniciados os testes antes da operacionalização. São infinitos testes de bomba, de impermeabilização dos filtros, para que o esgoto não penetre nas paredes e corroa o concreto. Tudo isso são testes que vamos fazendo com a água. Além de acompanhamentos de documentação que temos que fazer junto ao DAEE. Então, são todas providências que a Daemo tem tomado de forma responsável todos os dias para garantir o funcionamento eficiente”, explicou o prefeito Fernando Cunha.

Após a conclusão dos testes, será feita a interligação do emissário de esgoto. “O emissário está pronto com uma extensão de 2,5 quilômetros, que sai perto do Thermas, onde o esgoto é jogado no Córrego Olhos D’Água desde que Olímpia existe, e vai até a ETE. O condutor levará o esgoto para a estação de bombeamento onde será feito o processo de tratamento, digestão de poluentes e operação de limpeza, para que o esgoto seja devolvido já tratado. Este será um marco histórico em nossa cidade, porque, a partir dessa data, Olímpia terá 100% de tratamento de esgoto e sem poluir o Olhos D’Água”, finalizou o prefeito.

A Estação de Tratamento de Esgoto está localizada próximo à confluência das rodovias Assis Chateaubriand e Wilquem Manoel Neves, na entrada da cidade. A ETE de Olímpia opera com um conjunto de reatores anaeróbios, filtros biológicos e decantadores. Este processo de tratamento, além de apresentar baixo custo de implantação e operação, ocupa pequena área para ser implantado e apresenta uma grande simplicidade operacional, baixa produção de lodos e eficiência compatível com a legislação ambiental. O conjunto de obras inclui também 2,3 quilômetros de emissários, estação elevatória, 360 metros de linha de recalque e 200 metros emissário de esgoto tratado.

Economize Água! Ela pode acabar!